Maio 2, 2011 Tecnologia

SPAM: Uma carne não muito boa de digerir…

Na certa, você – e todos os usuários de internet no mundo – já passou por este problema: o SPAM. Chega a ser cômica a origem do nome, pois este é o nome dado para um tipo de carne pré-cozida enlatada, a “Spiced Ham” , aqui por nós conhecido como Fiambre, ou carne de presunto. […]

Na certa, você – e todos os usuários de internet no mundo – já passou por este problema: o SPAM. Chega a ser cômica a origem do nome, pois este é o nome dado para um tipo de carne pré-cozida enlatada, a “Spiced Ham” , aqui por nós conhecido como Fiambre, ou carne de presunto. Nos EUA o Spam (carne) é dado antes do Natal como uma opção barata de presente comestível. Talvez por isso que os especialistas em internet deram esse nome às mensagens em massa indesejadas de promoções e novidades. E convenhamos, no natal muitos de nós também recebemos muitos desses presentinhos virtuais indesejados, não é mesmo?

E não pense que os Spams são inofensivos e apenas vão lotar a sua caixa de e-mails. Como na maioria das vezes eles são mandados em massa, causam problemas nas empresas de e-mails, deixando a internet mais lenta por conta da sobrecarga dos servidores. Claro, sem contar as promoções tentadoras que mascaram um vírus ou um site falso, apenas para roubar dados bancários das pessoas mais desavisadas.

Só em 2010, de acordo com a Royal Pingdom, 89,1% de cerca de 107 trilhões de mensagens em todo mundo eram spams (mais de 95 trilhões)! Correspondendo assim a uma média de 262 bilhões de e-mails indesejados diariamente para os internautas. O problema é maior do que se imagina, pois em março deste ano uma rede foi fechada por agentes americanos pois enviava 30 bilhões de spams por dia. As mensagens iam desde softwares falsificados até ofertas de produtos farmacêuticos com desconto. Tudo isso se deu pois a rede infectou mais de 1 milhão de computadores com um vírus que fazia com que as máquinas se tornassem “zumbis” – os famosos slaves – e mandassem automaticamente as mensagens em massa.

Aqui vão algumas dicas para que você possa resolver esses problemas:

  • Use e abuse dos filtros de e-mail – Os filtros são importantes ferramentas que impedem que os Spams cheguem até mesmo ao seu lixo eletrônico. Acesse as configurações de seu e-mail da HostDime e ative os filtros anti-spam. Se você preferir ainda poderá bloquear o remetente da mensagem;
  • Evite o cadastro desnecessário do seu e-mail – Há situações em que nos cadastramos em alguns sites e deixamos habilitada a caixa “Desejo receber novidades” sem nem nos importarmos. Se você não deseja receber os e-mails daquela loja, evite ao máximo habilitar esta opção, pois assim você não inundará a sua caixa com promoções e novidades desagradáveis. Tenha um cuidado especial com as empresas que incluem a mensagem “Receba nossas ofertas e de parceiros”, pois neste caso, você não conhece quem são os “parceiros” que lhe enviarão e-mails;
  • Quando mandar uma mensagem – Sempre envie seus e-mails com Cópia Oculta, caso seja necessário mandar mensagens para mais de uma pessoa. Com certeza você já deve ter visto aquelas correntes infinitas de e-mails com mensagens de piadas e etc., isso é um prato cheio para spammers;
  • Seja criativo para criar contas de e-mails – Além de ser mais chamativo, evitará problemas com Spams, pois hoje em dia há softwares que elaboram automaticamente destinatários para os e-mails em massa, como por exemplo: josedasilva@email.com, ou até mesmo, atendimento@minhamempresa.com.

Agora, se mesmo depois de todas as dicas você ainda for vítima de spams, poderá denunciar os espertinhos, saiba como:

O SpamCop utiliza-se de um sistema que faz uma checagem no e-mail e define para quais destinatários responsáveis a denúncia deve ser enviada. Para fazer uma denúncia de spam, deve-se registrar um log-in no site. Existem 2 maneiras de enviar a denúncia: Colando no site o cabeçalho e o corpo da mensagem ou encaminhando o email spam como anexo ao seu email, para um endereço especial fornecido individualmente para cada cadastro no site.

Ou ainda na própria Registro.br que irá direcionar para o Antispam.br. Os passos a serem seguidos para a denúncia são os seguintes:

  1. Jamais responda a mensagem de spam. Deve-se encaminhar a mensagem, incluindo o conteúdo original e o cabeçalho de e-mail na mensagem;
  2. No campo ‘Para:’ digitar o endereço mail-abuse@cert.br;
  3. Buscar o(s) responsável(eis) pelo domínio no site da Registro.BR, pela função whois do próprio site. Para isso é necessário que o spammer tenha enviado o domínio do site no corpo do e-mail;
  4. Colocar o email do responsável pela rede no campo ‘CC:’, encontrado pelo site registro.br;
  5. Enviar o email.

Aqui no Brasil está sendo discutido um projeto no Senado, PLS Nº 21 de 2004 que dita regras sobre o envio de mensagens comerciais. Em Portugal, a lei nacional pelo Decreto-Lei n.º 7/2004 de 7 de Janeiro, configura que os destinatários das mensagens devem ter concedido previamente o envio dos e-mails, caso contrário isso acarreta em multas que variam entre €2.500 a €50.000.

Vai mandar um e-mail?

Então já sabe,  verifique se a base que você possui é realmente válida e se as pessoas que estão cadastradas nela aceitaram receber os seus contatos. Não adquira bases de e-mails de empresas que você não conhece, muito menos compre CDs ou DVDs com camelôs e afins.

Uma ação de marketing poderá sair pela culatra, pois a publicidade divulgada através de um e-mail marketing não solicitado é muito mais negativa do que positiva.

Esté recebendo e-mails indesejados?

Como diria o jargão daquela empresa de vestuário: “Use e abuse” dos filtros anti-spam, sejam no sistema de webmails da HostDime ou no seu leitor de e-mails preferido!

Ah, antes que esqueçamos: Vai uma fatia de SPAM aí?

 

Compartilhe com seus amigos!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone
.