Janeiro 20, 2012 Matérias

CloudLinux e cPanel: Uma dupla e tanto! – DimeNews

Você já se pegou pensando: Caramba, como eu vou fazer para controlar o uso de recursos dos meus usuários se eu não tenho um conhecimento muito especializado para isto? É, este tipo de dúvida é comum, principalmente para quem está assinando o seu primeiro servidor dedicado. Eu sei que não é bacana sempre depender do […]

Você já se pegou pensando: Caramba, como eu vou fazer para controlar o uso de recursos dos meus usuários se eu não tenho um conhecimento muito especializado para isto? É, este tipo de dúvida é comum, principalmente para quem está assinando o seu primeiro servidor dedicado. Eu sei que não é bacana sempre depender do seu Datacenter para que os procedimentos sejam executados, mas a legião de tarefas do dia-a-dia não te deixam com tempo hábil para estudar soluções de controles em ambientes compartilhados, não é mesmo? Pois é… O meu artigo de hoje – o primeiro de muitos – falará sobre as vantagens em se utilizar o CloudLinux, um complemento do CentOS que trabalhar em conjunto com o cPanel/WHM e faz todo o controle das contas do servidor, evitando sobrecarga de uso por parte de determinados usuários.

Neste artigo, abordarei a parte comercial desta parceria e as vantagens em se utilizar o CloudLinux, pois já aprofundamos a explicação técnica em outro artigo, que pode ser visualizado neste link.

O Ambiente Compartilhado

Se você lida atualmente com hospedagem de sites, deve saber que em ambientes compartilhados um dos maiores desafios é manter a estabilidade do servidor, já que são centenas (ou milhares) de requisições simultâneas e, sem o controle individual dos recursos por conta, um determinado usuário poderá fazer utilização de todos os recursos disponíveis na máquina, indisponibilizando os serviços dos demais clientes. A medida mais comum – e adotada pela maioria dos hosters – é a suspensão das contas que estão excedendo o uso de recursos, porém esta suspensão ocorre de forma manual – exceto casos de limites de quotas de e-mails, etc. – e demandam a contratação de profisisonais específicos para estes procedimentos.

É difícil se manter esta limitação e verificação manual quando se tem dezenas de servidores ativos em sua empresa. Até o lançamento do CloudLinux, a maioria das soluções inventadas – e comercializadas globalmente – não eram tão eficazes, sempre deixando a desejar em algum momento, seja no aumento de recursos dos servidor (para manter o controle das aplicações) ou mesmo deixando o sistema vulnerável a qualquer tipo de praga. Só que, com o lançamento do CloudLinux, o problema de análise manual de consumidores de recursos em demasia fica com os dias contados!

Basicamente, o Cloudlinux mantém cada uma das contas que você hospeda em seu servidor dentro dos limites de recursos de CPU/RAM/Acessos (processos simultâneos), assim todos os usuários podem utilizar os recursos contratados previamente sem que nenhum outro cliente seja afetado por sua utilização. Os recursos limites podem facilmente ser definidosp pelo próprio WHM do servidor, evitando procedimentos técnicos mais avançados ou a necessidade da contratação de um especialista para lidar com o sistema. Sabe o que acontece quando algum usuário extrapola o uso de recursos? Não? Eu te explico: Quando há utilização de recursos acima dos limites estabelecidos no WHM, o CloudLinux faz com que apenas a conta responsável pela utilização em excesso apresente lentidão, ou seja, a limitação de recursos fará com que apenas aquele site específico seja limitado. Em casos mais severos, o acesso é desabilitado automaticamente pelo sistema e o Erro 503 é informado aos usuários finais.

E dá pra personalizar!

O Cloudlinux ainda possui plugins que permitem ao usuário do cPanel acompanhar em tempo real a utilização de recursos em sua conta e o histórico, podendo permitir aos desenvolvedores o acesso a informações que possam levá-los ao aprimoramento de seus sistemas, pois até então em servidores compartilhados não havia como o usuário saber quando de CPU/Memória sua conta utilizava. Veja só como o plugin funciona neste artigo do nosso blog.

Conclusão

Diria que o CloudLinux é essencial em ambientes compartilhados, já que a transparência disponibilizada pelo sistema é fenomenal, além de controlar e garantir que o usuário utilizará exatamente o que contratou. Ah sim, e sem esquecer é claro do controle facilitado do uso de recursos!

Compartilhe com seus amigos!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone
.